Batatais recebe Exposição do Laboratório das Artes de Franca (postado em 28 de Maio 2018)

 


Estará aberta ao público a partir do dia 11 de Junho no "Claretiano Memorial", do Centro Universitário (Rua Dom Bôsco, 466 - Bairro Castelo, Batatais), a mostra Gravura do LAB Franca que reúne a produção recente do núcleo de gravadores do LAB Atalie Rodrigues Alves, Denise Muller, Ivo Indiano, Marisi Mancini e Uiliam José, constituída por um conjunto de 27 gravuras em várias técnicas como linóleo, metal e xilogravura. A curadoria da mostra é de Atalie Rodrigues Alves e a montagem e coordenação geral é do professor Rodrigo Touso Dias Lopes, coordenador do Curso de Especialização em Museografia e Patrimônio Cultural do Claretiano - Centro Universitário, responsável pelo Projeto Museográfico do Memorial
Os participantes atuam no coletivo de artistas que integram o movimento cultural do Laboratório das Artes de Franca - LAB, um movimento cultural da cidade de Franca, importante centro industrial localizado no interior do estado de São Paulo onde o grupo mantém um pequeno museu privado de artes visuais modernas.
Atalie, natural de Franca (1955), é formada pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo (1976) e dedica-se ao ofício de gravadora, pintora e professora de artes desde então. Dentre outras atividades, foi também diretora da Pinacoteca Municipal. Atualmente, dedica-se à coordenação das atividades artísticas do Laboratório das Artes de Franca, importante movimento cultural da cidade.
Denise Muller nasceu em Ribeirão Preto (1959). Fez cursos de desenho, pintura, escultura e gravura, em diversas técnicas, envolvendo-se definitivamente com as artes visuais a partir de 1996. Já realizou dezenas de exposições individuais e coletivas com seus trabalhos, em sua maioria na região de Ribeirão Preto, destacando-se o salão de arte de Rio Claro e nas universidades UNIP e UNAERP. Atualmente, possui um ateliê próprio de xilogravura em Ribeirão Preto (SP).
Ivo Indiano cursou a Faculdade de Belas Artes de São Paulo, bacharelando-se em Artes Plásticas. Posteriormente formou-se arquiteto pela Universidade de Franca, cidade onde reside desde 1985. É professor universitário de arquitetura, educação artística e coordenador do grupo Sanatorivm. Como artista plástico dedica-se ao desenho e gravura, sobretudo em metal. Suas gravuras já foram expostas no Museu Olho Latino em Atibaia, em 2010.
Marisi Mancini nasceu em São Paulo (1955). É formada em Artes Plásticas pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo e fez pós-graduação em Arte-Educação na ECA/USP. De 1977 a 1980 frequentou o atelier do gravador Paulo Menten, com quem aprendeu xilogravura e litografia. Expôs seus trabalhos em exposições individuais e coletivas no Estado de São Paulo e participou de uma coletiva de gravura no Japão.
Trabalha com gravura e pintura em atelier próprio.
Uiliam José é artista plástico e professor de artes na rede pública com Licenciatura em Educação Artística e Habilitação em Artes Plásticas pela UNIFRAN (2009). Realizou exposições individuais no Laboratório das Artes de Franca e participou de diversas mostras coletivas vinculadas ao Grupo Sanatorivm.

Serviço

Exposição: "Gravura do LAB Franca" - Gravuras de Atalie Rodrigues Alves, Denise Muller, Ivo Indiano, Marisi Mancini e Uiliam José.
Abertura: dia 11 de Junho
Visitação: até 04 de Agosto de 2018
Horário: Terça a Sexta das 9h às 18h, Sábado das 9h às 12h
Local: Claretiano Memorial - Batatais
Endereço: Rua Dom Bôsco, 466 - Bairro Castelo, Batatais
Entrada Franca

Gravura do LAB Franca em Batatais


Mostra "Paisagens Urbanas" bate recorde de Público (postado em 28 de Maio 2018)

 


A mostra "Paisagens Urbanas" bateu o recorde de público do Laboratório das Artes, desde que o espaço expositivo foi reinaugurado em 2009, foram quase 150 visitantes que passaram pela exposição, que vai até o dia 29 de Junho. Além disso, a qualidade da exposição tem sido elogiada pelos visitantes, assim como ela servirá de mote para a nova oficina de urban sketch que será realizada no próximo dia 16 de Junho, Sábado pela manhã. As inscrições já estão abertas pelo facebook do LAB.


Laboratório das Artes promove nova oficina de desenho de rua (postado em 28 de Maio 2018)

 


O Laboratório das Artes fará no Sábado, 16 de Junho, a partir das 9h00 uma Oficina de Desenho de Observação na rua - Urban Sketch, dentro da programação da mostra "Paisagens Urbanas", que reúne trinta e três desenhos em várias linguagens e técnicas de onze artistas que participam de movimentos como o "Urban Sketch", que se dedicam a documentar, interpretar e retratar o que vem nas ruas das cidades do planeta, em especial sua arquitetura e paisagem urbana.
A oficina trará um workshop de desenho de observação com os artistas Atalie Rodrigues Alves, Ivo Indiano e Uiliam José a partir em torno da arquitetura protomodernista de Victor Dubugras, autor do projeto do atual Museu Histórico local e um dos mais importantes arquitetos da primeira metade do século XX no Brasil. Um estímulo à exploração da cidade por meio da anotação e do esboço produzidos em contato direto com a construção do edifício, em desenhos de observação individuais, após uma rápida palestra ilustrativa ministrada pelo professor do mestrado em Políticas Públicas da UNESP-Franca, arquiteto Mauro Ferreira.

Para participar não é necessário saber desenhar, basta querer participar e confraternizar com pessoas que praticam desenho de observação. Os participantes devem trazer material básico de desenho para seu uso e os instrumentos e suportes de sua preferência. É recomendável o uso de roupas e sapatos confortáveis para a caminhada, assim como boné e protetor solar. Inscrições serão feitas até o dia 15 de Junho, pelo telefone 3722-5004.

Sábado, 16 de Junho
Das 9h00 às 12h30
Palestra e saída do Laboratório das Artes (Rua Cuba, 1099 - Jardim Consolação)


Atividade Gratuita


Araraquara vai receber exposição do LAB em 2019 (postado em 25 de Maio 2018)

 


Em visita realizada à Secretaria Municipal de Cultura do município de Araraquara, a equipe do LAB estabeleceu as bases iniciais para uma parceria entre ambas instituições visando construir uma agenda de atividades conjuntas para o próximo ano, sendo certa uma exposição do LAB naquela cidade e uma mostra de artistas araraquarenses na sede do LAB. A secretária de Cultura de Araraquara, Tereza Telarolli, foi bastante receptiva à idéia e ficou bastante motivada em criar a parceria, cujos detalhes serão discutidos ao longo deste ano para acontecer em 2019.


LAB vai expor no Claretiano em Batatais (postado em 23 de Maio 2018)

 


A mostra Gravura do LAB Franca que reúne a produção recente do núcleo de gravadores do LAB Atalie Rodrigues Alves, Denise Muller, Ivo Indiano, Marisi Mancini e Uiliam José, constituída por um conjunto de 27 gravuras em várias técnicas como linóleo, metal e xilogravura, que estava em Sertãozinho, será realizada também em Batatais, a partir do próximo dia 6 de Junho.
A curadoria da mostra é de Atalie Rodrigues Alves e a montagem e educativo é do professor Rodrigo Touso, Coordenador da Pós-graduação em Museografia e Patrimônio Cultural do Claretiano Centro Universitário.


"Paisagens Urbanas" continua em cartaz (postado em 23 de Maio 2018)

 


O Laboratório das Artes apresenta até o dia 29 de Junho a exposição "Paisagens Urbanas", que reúne um conjunto de belos desenhos em várias linguagens e técnicas de onze artistas que participam de movimentos como o "Urban Sketchers", que se dedicam a documentar, interpretar e retratar o que vem nas ruas das cidades do planeta, em especial sua arquitetura e paisagem urbana. A mostra tem sido bastante visitada e elogiada, servido como ponto de partida para oficina e outras atividades relacionadas ao desenho da paisagem por estudantes e artistas da cidade.
A curadoria é da artista Atalie Rodrigues Alves, uma das responsáveis pelo LAB e mostra três trabalhos de cada um dos artistas participantes: Eduardo Bajzer (São Paulo), Eliel Américo Silva (Brasília), Flávio Miranda e Joel Venceslau (São Carlos), Jozz Zugliani (Jaú), Laura Barichello (São Paulo), Lauro Monteiro (Paraty), Renato Palmuti (São Paulo), Ricardo Falcoski (São José do Rio Preto), Tarcísio Bahia (Vitória) e Ubirajara Jr. (Ribeirão Preto).


Laboratório das Artes promove Oficina de Desenho de Rua (postado em 11 de Maio 2018)

 


O Laboratório das Artes fará no próximo Domingo, 20 de Maio, a partir das 9h30 uma Oficina de Desenho de Observação na rua - Urban Sketch, dentro da programação da mostra "Paisagens Urbanas", que reúne trinta e três desenhos em várias linguagens e técnicas de onze artistas que participam de movimentos como o "Urban Sketch", que se dedicam a documentar, interpretar e retratar o que vem nas ruas das cidades do planeta, em especial sua arquitetura e paisagem urbana.
A oficina trará um workshop de desenho de observação com os artistas Atalie Rodrigues Alves, Ivo Indiano e Uiliam José a partir de caminhada pelas ruas do Centro de Franca em torno da arquitetura modernista local. Um estímulo à exploração da cidade por meio da anotação e do esboço produzidos em contato direto com o entorno durante a caminhada, em desenhos de observação individuais, após uma rápida palestra ilustrativa da arquitetura modernista de Franca ministrada pelo professor do mestrado em Políticas Públicas da UNESP-Franca, arquiteto Mauro Ferreira.
Para participar não é necessário saber desenhar, basta querer participar e confraternizar com pessoas que praticam desenho de observação. Os participantes devem trazer material básico de desenho para seu uso e os instrumentos e suportes de sua preferência. É recomendável o uso de roupas e sapatos confortáveis para a caminhada, assim como boné e protetor solar. Inscrições serão feitas até o dia 18 de Maio, pelo telefone 3722-5004.

Domingo, 20 de Maio, das 9h30 às 12h30
Palestra e saída do Laboratório das Artes (Rua Cuba, 1099 - Jardim Consolação)
Atividade gratuita

OFICINA PAISAGENS URBANAS


CineLAB apresenta "A Hora Oficial", comédia italiana (postado em 07 de Maio 2018)

 


Na próxima quinta-feira, 17 de Maio, o CineLab apresenta da comédia italiana "A Hora Oficial", a partir das 20 horas, com entrada gratuita. Numa pequena cidade da Sicília os moradores se empenhar em eleger um professor que representa o contraponto ao prefeito corrupto e nepotista. O professor ganha e começa a fazer cumprir a lei e a acabar com os privilégios. Os moradores entram em pânico e se rebelam: o que cada um esperava era que o prefeito fosse conceder privilégios a quem votou nele. Qualquer semelhança com a situação brasileira é mera coincidência.
Dirigido por Salvatore Ficarra e Valentino Picone e lançada no ano passado, a comédia se debruça sobre a desonestidade dos políticos e as esperanças numa mudança política que não se dará sem que a própria sociedade mude. Não parece a história de um país que conhecemos?

CineLAB: A Hora Oficial


Arte na Região (postado em 07 de Maio 2018)

 


Entre os dias 18 e 27 de Maio, a cidade de Araraquara irá receber um coletivo de artistas para a realizaç]ão do projeto "Arte ao Centro", uma iniciativa que envolve artistas de Portugal, da cidade de Torres Vedras, e brasileiros, de Araraquara, São Carlos e Ribeirão Preto.
A atividade é uma realização da Prefeitura Municipal de Araraquara, assim como da Câmara Municipal de Torres Vedras e do SESC Araraquara, e tem como objetivo a produção de arte e troca de experiências entre artistas e comunidade.
Por meio do projeto, que tem curadoria do artista plástico Lauro Monteiro, a cidade irá receber cinco artistas, que irão oferecer oficinas gratuitas para na área de artes visuais, com foco na arte contemporânea, com a intenção de aproximar as diferentes culturas, promover um intercâmbio cultural e fomentar a arte como meio de inclusão social e construção da cidadania.


LAB participa da Semana dos Museus (postado em 07 de Maio 2018)

 


Há 200 anos surgia o primeiro museu no Brasil: o Museu Nacional/UFRJ, no Rio de Janeiro (RJ). O Laboratório das Artes de Franca foi criado em 1983, mas passou a funcionar como museu apenas em 2009. De lá para cá, muita coisa mudou, seja na sociedade como também no fazer museal. Os públicos de hoje, cada vez mais exigentes e segmentados, ensejam novas abordagens, especialmente em uma era na qual a internet ampliou em larga escala a produção e o acesso à informação.
Será que o mundo hiperconectado se difere daquele outro artesanal, da comunicação boca a boca e de adereços feitos de papel crepom? O que eles têm em comum? É impossível compreender o papel dos museus sem considerar as possíveis conexões entre essas instituições e seus públicos, sejam elas intermediadas pelos sujeitos e pelas políticas museais, sejam pelas tecnologias. Amplia-se, dessa forma, o atendimento às demandas por pertencimento, participação, acessibilidade e diálogo das comunidades, segmentos e grupos sociais, com as instituições museais.
O tema da Semana dos Museus em 2018, "Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos" cria um amplo espectro de caminhos a serem tomados. Por isso, a participação do LAB das Artes na Semana dos Museus se dará através da exposição "Paisagem Urbana" (em cartaz até 29 de Junho), de oficinas (dia 20, de urban sketch) e uma palestra (dia 11 de Maio, Sexta-feira, a partir das 10h) sobre a preservação do patrimônio arquitetônico de Franca, que se ressente de uma política pública mais atuante.



INICIAL 66 65 64 63 62 61 ...